Senhora de José de Alencar

A obra Senhora de José de Alencar, relata a dramática história de amor entre Seixas e Aurélia. Seixas era um pobre mancebo, que trabalhava como jornalista, vivia na pobreza, mas não abria mão do outro lado da sua vida, com o qual gastava todo o seu ordenado: as festas da sociedade.

Quero ver

Sonhos Douro de José de Alencar

Sonhos Douro de José de Alencar. Romance com uma introdução, intitulada Bênção paterna, na qual o autor faz uma apresentação do desígnio geral da sua obra, bem como da sua divisão segundo o gênero e o assunto.

Quero ver

Cinco Minutos de José de Alencar

Cinco Minutos de José de Alencar. Cinco Minutos de José de Alencar conta a história do casamento do autor com Carlota. No entanto, para o leitor, parece que está escutando uma história que não é para ele, já que Alencar dirige seu texto a uma prima. O leitor aqui é uma terceira pessoa, um “voyeur” que fica entre José de Alencar e sua prima.

Quero ver

As Minas de prata de José de Alencar

Embora desde o título,As Minas de prata de José de Alencar, o tema do romance se anuncie como a exploração do interior em busca de riquezas, nos primeiros tempos da colonização, desempenha importante papel estruturador do livro a presença da Companhia de Jesus no Brasil – assunto a que Alencar se dedica, na mesma época da composição do romance, no drama O jesuíta.

Quero ver

Mãe de José de Alencar

Mãe de José de Alencar. A peça conta o drama de um homem que vende sua escrava para ajudar um amigo com problemas financeiros e conta com uma grande e surpreendente revelação.

Quero ver

Ao correr da pena de José de Alencar

Ao correr da pena de José de Alencar. como tentativa de explicar a pequena produção de Alencar nesse gênero: condição essencial para ser um bom folhetinista na época era frequentar os salões, os teatros e as galerias da Câmara e do Senado.

Quero ver

Noite de São João de José de Alencar

Noite de São João de José de Alencar. A versão publicada em forma de libreto data de 1860 e inclui várias correções e modificações, das quais as mais notáveis são o desdobramento em dois atos e a mudança do ambiente, que passa a ser São Paulo, no período colonial.

Quero ver

As asas de um anjo de José de Alencar

As asas de um anjo de José de Alencar. Após apenas três encenações, As asas de um anjo de José de Alencar foi retirada de cartaz, por ordem policial, em 21 de junho, por apresentar “pensamento e mesmo lances imorais”.

Quero ver

O Gaúcho de José de Alencar

O Gaúcho de José de Alencar narra em terceira pessoa à história de um menino, Manuel Canho, que admira muito a seu pai, grande conhecedor de cavalos, que é assassinado.

Quero ver

Til de José de Alencar

Til de José de Alencar pertence ao romantismo regionalista do autor e retrata os costumes, a linguagem e a vida rural da época, seguindo os moldes românticos, abordando a inocência, o amor, a fragilidade, a idealização da natureza e a subjetividade.

Quero ver

O Guarani de José de Alencar

O Guarani de José de Alencar. Do consórcio entre índio e branco, segundo os românticos, nasceria o povo do Brasil. Na primeira metade do século XVII, Portugal ainda dependia politicamente da Espanha, fato que, se por um lado exasperava os sentimentos patrióticos de um frei Antão,

Quero ver