Simulados específicos

Questões de Vestibular



 

 

História - Bandeiras I

Simulado com gabarito

Este simulado contém questões específicas de matérias que mais caem nos vestibulares. Cada questão é de um vestibular diferente que selecionamos os assuntos mais exigidos. Assinale a resposta para conferir o gabarito no final.   Boa Sorte !
 

 Questões

 


01. (Fuvest-SP) Entre as várias formas de resistência do negro ao regime escravista no Brasil colonial, encontramos os quilombos. Palmares, o maior exemplo de grande quilombo, possuía uma organização econômica que apresentava as seguintes características:
a) a agricultura policultora como principal atividade, organizada com base num sistema de sesmarias semelhante ao dos engenhos, que visava ao consumo local e à comercialização do excedente.
b) agricultura monocultura, que visava a comercialização, caça, pesca, coleta e criação de gado para o consumo interno.
c) agricultura policultora realizada em pequenos roçados das famílias, e um sistema de trabalho cooperativo que produzia excedentes comercializados na região, além da extração vegetal e da criação para a subsistência.
d) atividades extrativas, pecuária bovina e caprina, para atender ao consumo local, e fabricação de farinha, aguardente e azeite, para a comercialização.
e) criação de animais, caça, pesca e coleta para a subsistência, e agricultura monocultora que concorria com a produção dos engenhos.


02. (Fatec-SP) Bandeiras eram:
a) expedições de portugueses que atraíam as tribos indígenas para serem catequizadas pelos jesuítas.
b) expedições organizadas pela Coroa com o objetivo de conquistar as áreas litorâneas e ribeirinhas do país.
c) expedições particulares que aprisionavam índios e buscavam metais e pedras preciosas.
d) movimentos catequistas liderados pelos jesuítas e que pretendiam formar uma nação indígena cristã.
e) expedições financiadas pela Coroa cujo objetivo era, exclusivamente, descobrir metais e pedras preciosas.


03. (UFU-MG) A atividade bandeirante marcou a atuação dos habitantes da Capitania de São Vicente entre os séculos XVI e XVIII.
A esse respeito, assinale a alternativa correta.
a) Buscando capturar o índio para utilizá-lo como mão-de-obra, ou para descobrir minas de metais e pedras preciosas, o chamado bandeirismo apresador e o prospector foram importantes para a ampliação dos limites geográficos do Brasil colonial.
b) As bandeiras eram empresas organizadas e mantidas pela Metrópole, com o objetivo de conquistar e povoar o interior da colônia, assim como garantir, efetivamente, a posse e o domínio do território.
c) As chamadas bandeiras apresadoras tinham uma organização interna militarizada e eram compostas exclusivamente por homens brancos, chefiados por uma autoridade militar da Coroa.
d) O que explicou o impulso do bandeirismo do século XVII foi a assinatura do tratado de fronteiras com a Espanha, que redefiniu a linha de Tordesilhas e abriu as regiões de Mato Grosso até o Rio Grande do Sul, possibilitando a conquista e a exploração portuguesa.
e) Derivado da bandeira de apresamento, o sertanismo de contrato era uma empresa particular, organizada com o objetivo de pesquisar indícios de riquezas minerais, especialmente nas regiões de Mato Grosso e Minas Gerais.


04. (Fuvest-SP) "A maior parte das representações atuais do paulista do século XVII, seja na pintura, seja na escultura, mostra-o como uma espécie de Pilgrim Father, em seu traje, com botas altas. Mas, na verdade, eles muito pouca coisa uasaram além do chapelão de abas largas, barbas, camisas e ceroulas. Caminhavam quase sempre descalços, em fila indiana, ao longo das trilhas do sertão e dos caminhos dos matagais, embora, muitas vezes, levassem várias armas. Sua vestimenta incluía, igualmente, gibões de algodão, que se mostraram úteis contra as flechas ameríndias...

(A Idade do ouro do Brasil. C. R. Boxer)

a) A que figura da Capitania de São Vicente corresponde essa descrição?
b) A que se deve sua existência nessa região?


05. (Unicamp-SP) Em 1694, tropas comandadas pelo paulista Domingos Jorge Velho destruíram o quilombo de Palmares, que havia se formado desde o início do século XVII. Poucos sobreviveram ao ataque final, refugiando-se nas matas da Serra da Barriga sob a liderança de Zumbi, morto em 20 de novembro de 1695, depois de resistir por quase dois anos:
a) O que foi o Quilombo de Palmares?
b) Além de realizar ataques a quilombos, que outros interesses tinham os paulistas em suas expedições pelos sertões?
c) Explique por que o dia da morte de Zumbi é considerado o "dia nacional da consciência negra".


06. (Fuvest-SP) "... gente acostumada a penetrar sertões e tolerar as fomes, sedes e inclemências dos climas e dos tempos..."

D. Frei Manuel da Ressurreição, 1689.

"... só o valor e a muita experiência da guerra dos sertões com que os paulistas se acham podem destruir e conquistar os bárbaros cujo sossego depende das armas dos paulistas sempre vitoriosos dos bárbaros do Brasil"

D. João de Lencastre, 1967

Como se explicam as características especiais dos bandeirantes paulistas e sua opção pelas atividades sertanistas durante os séculos XVI e XVII?


07. (Fuvest-SP) "Viria das reducciones o maior entrave às correrias paulistas. Mais bem prevenidos e dispondo de armas de fogo - apesar da competente licença régia só ter sido obtida em 1642 -, os jesuítas organizam a resistência armada".

Luiz Felipe de Alencastro. O trato dos viventes. p. 207

O choque descrito acima, entre paulistas e jesuítas, deve-se à atuação das:
a) Bandeiras de Caça ao índio que, muitas vezes, atacavam as missões jesuíticas para capturarem os índios aculturados.
b) Bandeiras de Contratação que se dedicavam a atacar aldeamentos de índios insubmissos e de negros que viviam em quilombos.
c) Entradas que, com o apoio da coroa, penetravam no território da colônia em busca de riquezas.
d) Bandeiras de Mineração que se destinaram à procura de metais preciosos e tinham o apoio da coroa.
e) Tropas vicentinas (da capitania de São Vicente) que lutavam pela expansão do território português a América.


08. (UFSC) "No ano de 1649 partiram os moradores de São Paulo para o sertão, em demanda de uma nação de índios distante daquela capitania muitas léguas pela terra adentro, com a intenção de os arrancarem de suas terras e os trazerem às de São Paulo e aí se servirem deles como costumam. Após meses de viagem, encontraram uma aldeia de índios da doutrina do padres da Companhia, pertencentes à Província do Paraguai. Todos estavam na igreja, e o padre rezava missa, quando entraram os soldados de mão armada na aldeia, e dentro da mesma igreja prenderam todos os índios e índias que não puderam escapar".

Carta do Pe. Antônio Vieira, ao Provincial dos Jesuítas, escrita do Maranhão em 1653.

Fundamentado(a) no fragmento da correspondência do Pe. Antônio Vieira e nos seus conhecimentos da História do Brasil Colonial, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as proposições adiante.
(     ) Pe. Vieira informava ao seu provincial sobre as ações de apresamento de índios realizadas pelos bandeirantes.
(     ) As denúncias do Pe. Vieira eram justificadas, pois durante a colonização do Brasil era proibida a escravização dos índios aldeados.
(     ) Os bandeirantes agiam por ordem dos reis de Portugal, que desejavam enfraquecer o poderio militar dos espanhóis apoiados pelos índios do Paraguai.
(     ) Foram freqüentes os ataques dos bandeirantes às Reduções Jesuíticas, durante o século XVII, com o objetivo de apresamento de índios a serem utilizados como escravos.
(     ) Durante o período histórico conhecido como Brasil Colônia, os jesuítas justificavam a escravização dos negros, mas condenavam a escravização dos índios aldeados.
(     ) A escravização do índios e negros era uma exigência da Santa Sé para facilitar a sua evangelização.


09. (UEPG-PR) "Busca o remédio para a sua pobreza", buscar o seu remédio", "buscara a sua vida", "o seu modo de lucrar", são expressões usuais nos testamentos de bandeirantes do século XVII, designando as incursões ao sertão.
Sobre o bandeirantismo, assinale o que for correto.
01) Para os bandeirantes paulistas, índio era o maior dos bens materiais: além de ser instrumento de comércio, figurava entre os valores arrolados em inventários, nos dotes de casamento e nos pecúlios deixados em testamento.
02) Nesta sociedade de reduzidas possibilidades materiais, porém auto-suficiente, a pequena propriedade facilitou a expansão do paulista, pela inexistência de compromissos com o latifúndio.
04) A bandeira foi acessível a todos os homens, sem distinção de classe, função ou profissão, fato que concorreu para a sua eficiência na ação desbravadora do sertão.
08) Na primeira metade do século XVII, o bandeirantismo de apresamento atingiu seu apogeu: a vila de São Paulo tornou-se uma forja de bandeirantes, cujas expedições apresadoras, ultrapassando Tordesilhas, rumaram sertão adentro em todas as direções.
16) Nas bandeiras paulistas, o número de mamelucos e índios sempre superou o de brancos, a exemplo da grande bandeira de Manuel Preto e Raposo Tavares.


10. (Fuvest-SP) Qual destas definições expressa melhor o que foram as Bandeiras?
a) Expedições financiadas pela Coroa que se propunham exclusivamente a descobrir metais e pedras preciosas.
b) Movimento de fundo catequético, liderados pelos jesuítas para a formação de uma nação indígena cristã.
c) Expedições particulares que apresavam os índios e procuravam metais e pedras preciosas.
d) Empresas organizadas com o objetivo de conquistar as áreas litorâneas e ribeirinhas.
e) Incursões de portugueses para atrair tribos indígenas para serem catequizadas pelos jesuítas.


 

 Gabarito do seu teste


 


Resposta 01: letra c


Resposta 02: letra c


Resposta 03: letra a


Resposta 04:
a) Bandeirante.

b) Miséria e abandono da região por parte de Portugal, à mestiçagem e à caça do índio.


Resposta 05:
a) Mais importante reduto de escravos fugidos formado no Brasil colonial. Localizava-se no atual estado de Alagoas.

b) Paulistas realizavam as bandeiras de precação (ou caça ao índio), de comércio e de mineração.

c) Porque Zumbi foi o líder da resistência no Quilombo de Palmares e se tornou mais um símbolo de uma narrativa histórica ainda comprometida com heróis.


Resposta 06:
- Os moradores da Capitania de São Vicente não tinham recursos para comprar escravos africanos, como também sua economia baseava-se na subsistência. Usaram sua experiência em escravizar índios para caçá-los e vendê-los para as regiões de lavoura canavieira que estavam sem mão-de-obra africana devido à ocupação holandesa nos locais de fornecimento na África.


Resposta 07: letra a


Resposta 08: VVFVVF


Resposta 09: 31 (01 + 02 + 04 + 08 + 16)


Resposta 10: letra c


 

 

 Avaliação de resultado

Pegue o número de pontos você acertou no simulado. Divida-o pelo número de questões. Multiplique por 100.  Exemplo:  certas  06/10 = 0,6x100 = 60%

Se você obteve uma média acima de 40%, parabéns, você pode concorrer entre as feras. Mas se foi inferior a 20% procure estudar mais e veja: Revisão das matérias

  


 

 Brasil,
Copyright © Desde 08/2000 Vestibular1. Todos os direitos reservados. All rights reserved.