Resumão - Revisão de Matérias

Revisando seus conhecimentos


Português
 

Regência Verbal II

 

 

 

Regência verbal

Qual seria a impropriedade em dizer: “Afinal, comprei o colchão que eu sempre sonhei” e “Comprei o adoçante que você confia.”?
O verbo sonhar exige a preposição com. Ex.: Sonhei com você. Sonho com um futuro melhor para o Brasil.
O verbo confiar exige a preposição em. Ex.: Confio em seus projetos. Confiamos em suas promessas.
Quando você constrói uma frase em que apareça o pronome relativo, você precisa respeitar a regência do verbo. Então:
Afinal, comprei o colchão com que (com o qual) sempre sonhei.
Comprei o adoçante em que (no qual) você confia.

Veja outros exemplos em que a preposição em é exigida:
Verbo crer
Creio em pessoas calmas. As pessoas em que (nas quais) creio são calmas.

Verbo acreditar
Acreditávamos em suas palavras. As palavras em que acreditávamos eram falsas.

Verbo esperar (ter esperança)
Esperava nesse candidato. O candidato em que esperava não concorrerá às eleições.

Verbo morar
Moro num país tropical. O país em que moro é tropical. Cuidado: nada de morar à Rua das Orquídeas. More na Rua das Orquídeas. Você mora em São Paulo, na Bahia, no Espírito Santo, então, na rua.

Verbo residir
Resido numa casa aconchegante. A casa em que resido é aconchegante.

Verbo reparar (observar)
Reparei em seus modos estabanados. O rosto em que reparei não me era estranho.

Vamos mostrar alguns verbos que exigem preposição de: gostar, duvidar, desconfiar, precisar, necessitar, prevenir, avisar, informar.

Gosto de você. Você é a pessoa de quem gosto.
Duvido de suas intenções. Aquelas são as intenções de que (das quais) duvido.
Desconfiamos de suas atitudes. As atitudes de que (das quais) desconfiamos foram dignas de investigação.
Preciso de tempo. O tempo de que preciso é exíguo.
Necessito de mais informações. As informações de que necessito estão à disposição.
É preciso preveni-lo de que a vacinação será feita sábado próximo.
Aviso-o de que estamos à espera do comprovante de recebimento do produto.
Informamo-lo de que as aulas deverão iniciar-se na próxima semana.

Os verbos precisar e necessitar podem também vir sem preposição. Ex.: Preciso o livro. A indústria precisa técnicos. Precisam-se técnicos. Necessito recibo da operação financeira. Necessita-se secretária.
Atualmente, é preferível usar a preposição.

O verbo prevenir exige complemento de pessoa (ou instituição) sem preposição e do fato com preposição.

Você já viu alguns verbos que exigem complemento com preposição. Vamos agora ver os verbos avisar, cientificar, aconselhar, informar e notificar que têm a mesma regência. Exigem objeto direto e indireto. É indiferente que o objeto direto seja pessoa ou fato. Se a pessoa for objeto direto, o fato será objeto indireto e vice-versa.
O objeto direto é o complemento que não tem preposição exigida. O objeto indireto é ligado ao verbo com preposição exigida. Nós já vimos verbos que exigem a preposição de: gostar de, desconfiar de, duvidar de, depender de. Vimos também verbos que exigem a preposição em: confiar em, acreditar em, crer em, esperar em (com o sentido de ter esperança).

Veja como se usa o verbo avisar:

Avisei os interessados do novo horário de atendimento.
O diretor avisou os pais (sem preposição) de que haverá provas mensais (com preposição de).
O diretor avisou-os de que haverá provas mensais.

O mesmo ocorre com informar:

Informamos a jovem da nova data do concurso.
Gostaríamos de informá-lo de que o horário de atendimento se estenderá até as vinte e duas horas.
O repórter informou os ouvintes de que a vacinação seria feita no dia seguinte.

Usamos a pessoa como objeto direto (sem preposição) e o fato como objeto indireto. Vamos agora ver o fato como objeto direto e a pessoa como objeto indireto.

Avisei o novo horário de atendimento aos interessados.
O diretor avisou aos pais que haverá provas mensais.
O diretor avisou-lhes que haverá provas mensais.

Informamos a nova data do concurso à jovem.
Gostaríamos de informar-lhe que o horário de atendimento se estenderá até as vinte e duas horas.
O repórter informou aos ouvintes que a vacinação seria feita no dia seguinte.

Com esses verbos, note bem, se você disser informá-lo, avisá-lo, o que vem precedido da preposição de: avisá-lo de que; informá-lo de que.
Se você usar informar-lhe, avisar-lhe, o que não vem precedido de preposição: avisar-lhe que, informar-lhe que.


Se o verbo aparecer na voz passiva, a preposição deverá ser usada para iniciar o outro complemento (a, de que). Veja:

Os alunos foram avisados de que as aulas seriam suspensas devido à falta de água.
O fato foi avisado aos interessados no leilão.
A população foi informada de que nada mais havia no circo.
O desastre foi informado aos presentes.


É bom você lembrar-se de que o verbo prevenir não entra nessa lista. O verbo prevenir exige sempre objeto direto (sem preposição) de pessoa e indireto do fato.

Regência: Exercícios

Agora que vimos a regência de alguns verbos, que tal colocarmos em prática?

Preencha as lacunas com que, o qual (e flexões), precedidos de preposição, se necessário:

1- O filme ....................... mais gostei este ano foi “E a vida continua”.
2- A peça teatral ....................... assisti deixou marcas indeléveis.
3- As pessoas ................................... desconfiei já se retiraram do ambiente.
4- A mansão ....................... a atriz reside está localizada na serra.
5- O candidato ......................... acreditava me decepcionou.
6- A pensão ....................... ela depende é insuficiente para a educação dos filhos.
7- O cargo ..................... sonho está vago.
8- As leis ......................... confiava não estão sendo respeitadas.
9- A casa ...................... você morou passou por uma boa reforma.
10- A justiça .......................... cremos é morosa.


Veja as respostas:
1- de que (do qual); 2- a que (à qual); 3- de quem (das quais); 4- em que (na qual); 5- em quem (no qual); 6- de que (da qual); 7- com que (com o qual); 8- em que (nas quais); 9- em que (na qual); em que (na qual).

 

Teste seus conhecimentos nos Simulados de nosso portal !

Confira como optar  pela carreira Divulgue nosso portal para um amigo

Veja também links de carreiras

Veja as tendências de carreiras 

 Brasil,
Copyright © Desde 08/2000 Vestibular1. Todos os direitos reservados. All rights reserved.