Formações vegetais brasileiras Mata dos Cocais

Revisão de Geografia: Formações vegetais brasileiras Mata dos Cocais

 

Geografia: Formações vegetais brasileiras Mata dos Cocais

Resumão – Revisão da Matéria de Geografia – Revisando seus conhecimentos
Geografia: Formações vegetais brasileiras Mata dos Cocais

Revisão de Geografia: Formações vegetais brasileiras Mata dos Cocais

 

Formações vegetais brasileiras Mata dos Cocais

As matas de cocais são áreas de transição entre a floresta amazônica e a caatinga encontrada no Maranhão, Piauí e pequenas partes do Ceará, Mato Grosso e Goiás. É caracterizado por palmeiras, que são de grande importância economicamente apesar do pouco valor agregado de seus produtos. Entre as palmeiras, duas têm grande destaque:

• O babaçu de onde se extraem o palmito, o caule para a construção e um óleo que é utilizado em aparelhos de alta precisão, fabricação de margarina, sabão, perfumes e cremes para barbear.

Babaçu, nome comum de diversas espécies de árvores da família das Palmáceas, grandes fornecedoras de óleo.
A espécie economicamente mais importante é uma palmeira alta e copada que forma densos babaçuais no Maranhão e no Piauí, mas se distribui pelo Norte, Meio-Norte e Nordeste. Ocorre isoladamente na floresta ou em áreas abertas.
Há uma espécie típica do Brasil Central. O óleo do babaçu é empregado na fabricação de sabões, detergentes, margarinas e gordura comestível. O resíduo da prensagem serve como ração para o gado e a casca é usada como combustível e na preparação de coque siderúrgico.

» Classificação científica: Alguns autores classificam o babaçu no gênero Orbignya, outros no gênero Attalea.

• A carnaúba, também chamada de “árvore da providência” ou de “árvore da vida” por que dela se aproveita praticamente tudo. Da raiz extraem-se medicamentos; do caule se extrai madeira; das folhas são feitas coberturas para casas, cordas, chapéus, calçados e outros objetos, além de ser extraído cera; o fruto serve de comida para o gado; da polpa são feitos doces e depois do caroço é extraído óleo.

Carnaúba, nome comum de uma espécie de palmeira. É uma árvore elegante, encontrada desde o Brasil até a Argentina. Os carnaubais ocupam solos argilosos e úmidos, geralmente nas várzeas dos rios. No Brasil, os maiores carnaubais encontram-se no Ceará e no Piauí, os principais produtores dessa planta que já foi chamada de “árvore da vida”, devido aos benefícios que oferece.
O fruto é negro, doce e comestível, tanto cru como cozido. A cera, também chamada carnaúba, que se acumula no avesso de suas folhas, é utilizada na fabricação de velas, vernizes, ceras para assoalho, polidores para móveis, impermeabilizantes de embalagens e isolante para materiais elétricos.
As folhas são usadas para cobrir construções rústicas e para fabricar esteiras, cestos, abanos, chapéus, redes, cordas e tecidos. Os pecíolos servem para fazer escovas e vassouras e a madeira, muito durável, é empregada em postes, traves e caibros. Do broto, extrai-se um palmito comestível.

» Classificação científica: Família das Palmáceas; espécie Copernícia cerífera.

Revisão de Geografia: Formações vegetais brasileiras Mata dos Cocais

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Contact us

Vestibular1

O melhor site para o Enem e de Vestibular é o Vestibular1. Revisão de matérias de qualidade e dicas de estudos especiais para você aproveitar o melhor da vida estudantil. Todo apoio que você precisa em um só lugar!