Espumas Flutuantes de Castro Alves - Vestibular1

Espumas Flutuantes de Castro Alves

Espumas Flutuantes de Castro Alves

 

Espumas Flutuantes de Castro Alves

Espumas Flutuantes de Castro Alves – Resumo: Único livro publicado em vida do poeta, Espumas flutuantes teve grande e contínuo sucesso de público. Trata-se de uma coletânea de textos produzidos entre 1864 e o ano da publicação, na qual se encontram os vários tons da sua poesia: o intimista, o coloquial e o grandiloquente. Organizada paralelamente ao volume ‘Os escravos’, que o poeta não teve tempo de publicar, a coletânea não traz, por isso mesmo, os poemas abolicionistas que o consagraram. Merecem destaque as notas do autor, ao final do volume.

O amor tingido com as cores do erotismo
Publicado em 1870, Espumas Flutuantes é a única obra de Castro Alves que teve a edição revisada pelo autor.
O volume contém poesias lírico-amorosas e poesias de caráter épico-social.

Espumas Flutuantes de Castro Alves: ao tratar do amor, Castro Alves refere-se não só à mulher de forma idealizada, mantendo as tradições do Romantismo, mas destoa do movimento ao buscar o amor carnal, real e tingido com as cores do erotismo – “Boa-noite, Maria! É tarde… é tarde…
Não me apertes assim contra teu seio.” (in “Boa-noite”).
Ainda dentro das produções líricas, o poeta refere-se à natureza que, em seus versos, se torna vibrante e concreta, emoldurada por um sistema dinâmico de imagens que geralmente são tomadas de aspectos grandiosos do universo – o mar, os astros, a imensidão ou o infinito.
Devem ser destacados os seus versos de cunho existencial que ganham plenitude quando apregoam o gozo e os prazeres da vida –
“Oh! eu quero viver, beber perfumes
Na flor silvestre que embalsama os ares (…) Morrer… quando este mundo é um paraíso,
E a alma um cisne de douradas plumas” (in “Mocidade e Morte”) , marcando novo momento da literatura romântica no Brasil que, até então, embebia-se no pessimismo da geração do “mal do século”.
Também escreve poesias que valorizam a técnica e os progressos da humanidade

Espumas Flutuantes de Castro Alves – Trecho escolhido: A Volta da Primavera

Aime, et tu renaítras; fais-toi fleur pour éclore,
Après avoir souffert, il faut souffrir encore;
Il faut aimer sans cesse, après avoir aimé.
A. DE MUSSET
AI! Não maldigas minha fronte pálida,
E o peito gasto ao referver de amores.
Vegetam louros — na caveira esquálida
E a sepultura se reveste em flores.

Bem sei que um dia o vendaval da sorte
Do mar lançou-me na gelada areia.
Serei… que importa? o D. Juan da morte
Dá-me o teu seio — e tu serás Haideia!

Espumas Flutuantes de Castro Alves – QUANDO EU MORRER

Eu morro, eu morro. A matutina brisa
Já não me arranca um riso. A rósea tarde
Já não me doura as descoradas faces
Que Gélidas se encovam.
Junqueira Freire

Quando eu morrer… não lancem meu cadáver
No fosso de um sombrio cemitério…
Odeio o mausoléu que espera o morto
Como o viajante desse hotel funéreo.

Corre nas veias negras desse mármore
Não sei que sangue vil de messalina,
A cova, num bocejo indiferente,
Abre ao primeiro o boca libertina.

Ei-la a nau do sepulcro — o cemitério…
Que povo estranho no porão profundo!
Emigrantes sombrios que se embarcam
Para as pragas sem fim do outro mundo.

Tem os fogos — errantes — por santelmo.
Tem por velame — os panos do sudário…
Por mastro — o vulto esguio do cipreste,
Por gaivotas — o mocho funerário …

Ali ninguém se firma a um braço amigo
Do inverno pelas lúgubres noitadas…
No tombadilho indiferentes chocam-se
E nas trevas esbarram-se as ossadas …

Como deve custar ao pobre morto
Ver as plagas da vida além perdidas,
Sem ver o branco fumo de seus lares
Levantar-se por entre as avenidas! …

Oh! perguntai aos frios esqueletos
Por que não têm o coração no peito…
E um deles vos dirá “Deixei-o há pouco
De minha amante no lascivo leito.”

Outro: “Dei-o a meu pai”. Outro: “Esqueci-o
Nas inocentes mãos de meu filhinho”…
… Meus amigos! Notai… bem como um pássaro
O coração do morto volta ao ninho!…

 

Faça também o Curso de Literatura

Espumas Flutuantes de Castro Alves

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Contact us

Vestibular1

O melhor site para o Enem e de Vestibular é o Vestibular1. Revisão de matérias de qualidade e dicas de estudos especiais para você aproveitar o melhor da vida estudantil. Todo apoio que você precisa em um só lugar!